15/04/2010

A Vida

A vida continua a dar com uma mão e a cobrar com outra.
Será sempre assim na inevitabilidade da medição de qualquer conceito de justiça. Imposto ou por mim, ou por quem quer que seja.
Nem vale a pena tentar julgar, pensar que eu poderia dar a volta, acreditar que seria diferente. Fatos não mentem NUNCA. Eu sempre espero algo, não que me compense em cada segundo, mas algo maior, neste momento a minha energia esgota-se na velocidade do ponteiro mais acelerado do relógio. Só sei que eu aguardo não pedir nem receber. Hoje seria, bom apenas paz e serenidade uma música calma, um caminhar sobre a grama.
ByGra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails
Ocorreu um erro neste gadget

Frase