26/01/2010

Meu amor.

Umas das coisas que mais me dá prazer a noite, é blogar e ler, então estou sem vontade alguma.
Segunda Feira 25/09/10 Faleceu meu gato Jorge (quase 4 meses de idade).
Falar do Jorge é difícil, porque aquele príncipe era único.
É complicado descreve-lo, porque se eu tentar descrever, vou limita-lo, e ele não mereceria isso.
É fácil para mim reconhecer, que precisava do Jorge, mais do que eu imaginava.
Acho que ele ficou triste, quando internou pela 2x. infecção no figado.
Talvez eu tenha machucado o coração dele, internando ele denovo. mas foi preciso.
No meu quarto no silêncio, sinto que ele realmente se foi, colei uma foto dele na porta do meu guarda roupa, e fico olhando pra ele, é difícil acreditar que ele faleceu.
Tento disfarçar, sorrir, mas bem dentro de meu coração a saudade explode e me faz sofrer.
Não sei que rumo tomar. Queria acordar e perceber que foi um pesadelo.
Sinceramente, Deus me tirou grande parte de minha felicidade, (minha mãe não gosta que eu diga isso, porque ela fala que nada acontece sem a permissão de Deus). por enquanto estou farta dessas frases.
Jorge foi fácil demais amar você, só não sabia que teria essa dor tão grande, sem você por perto.
Ainda sufoco o choro com o travesseiro. (não quero que minha mãe perceba a imensidão da minha tristeza, ela também tá abalada e abatida).
Jorginho, Onde quer que esteja. Fique com Deus. TE AMO
Ps. apesar de pessoas tirarem onda com esse fato, e de certa forma me magoar. não sabem a bobeira do que dizem, as vezes amamos muito mais um animal do que um ser Humano.

ByGra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails
Ocorreu um erro neste gadget

Frase